fbpx

4 erros comuns na IIoT e como evitá-los

4 erros comuns na IIoT e como evitá-los

Alguns erros comuns na aplicação da IIoT podem reduzir significativamente seus benefícios. Sendo assim, conte sempre com o apoio de uma equipe de especialistas!

Você que acompanha nosso blog, já deve ter percebido que falamos bastante sobre a Internet Industrial das Coisas (IIoT). De fato, esse tema é de absoluta importância para nós, afinal, consiste na base do conceito de Indústria 4.0. Ou seja, na conectividade dos dispositivos industriais de modo a coletar, transportar e analisar informações.

Além disso, somos distribuidores Balluff. Desse modo, oferecemos inúmeras soluções de última geração nessa área. De fato, a Balluff é pioneira e uma das principais fomentadoras da IIoT mundo afora.

CUIDADOS NECESSÁRIOS

No entanto, apesar das soluções para a IIoT estarem disponíveis aos montes e, de fato, não serem tão caras quanto algumas pessoas pensam, é preciso ficar atento para utilizá-las corretamente. Afinal, se utilizadas do jeito certo, os benefícios são incontáveis. Do contrário, se usadas de maneira incorreta a frustração tende a ser enorme.

Nesse sentido, separamos para você alguns erros comuns e como evitá-los.

1. DADOS MAL APROVEITADOS

O monitoramento e a coleta de dados é o principal fator relacionado à Internet das Coisas. De fato, todos os benefícios dessa tecnologia estão diretamente relacionados a isso. Sendo assim, de nada adianta coletar os dados se eles não forem analisados, ou se forem analisados incorretamente, ou mesmo se de posse dos dados nada for feito à respeito.

Nesse sentido, é fundamental observar atentamente tais dados e, sobretudo, entender as formas de interpreta-los para, assim, colocar um plano de ação em prática.

2. FALHAS NA SEGURANÇA

Com tantos dados circulando na indústria, a segurança sem dúvida deve ser uma preocupação primordial. Afinal, sempre há o risco de ataques cibernéticos, mesmo em pequenas fábricas. Sendo assim, juntamente com o IIoT é importantíssimo investir também em sistemas de segurança das informações. Para isso, é claro, conte sempre com quem é ESPECIALISTA NO ASSUNTO, o que é nos leva ao próximo item…

3. FALTA DE APOIO DE ESPECIALISTAS

Embora equipamentos antigos também possam desfrutar dos sensores e dispositivos envolvidos na IIoT é necessário entender corretamente como aplica-los. Aliás, isso vale também para maquinas novas. Nesse sentido, é muito importante contar com o apoio de quem entende do assunto e pode indicar as melhores soluções de acordo com a sua aplicação.

4. COMPONENTES DE MÁ QUALIDADE

Além disso, é preciso escolher componentes (como sensores e módulos de rede) de boa qualidade, que produzam dados confiáveis, enviem tais dados com rapidez e garantam uma conexão segura.

Sem dúvida, ficando atento a estes 4 fatores é possível multiplicar os benefícios fornecidos pela IIoT.

Sendo assim, fale agora mesmo com a EQUIPE DE ESPECIALISTAS DA DJP e descubra como a IIoT pode ser aplicada na sua fábrica. CLIQUE AQUI para conversar pelo WhatsApp agora mesmo ou, se preferir, CLIQUE AQUI e veja outras formas de entrar em contato. 

Fonte: Balluff

Sobre o autor

DJP Automação
DJP Automação
A DJP possui 20 anos de experiência na área de automação industrial. Através do blog compartilha com você um pouco do conhecimento adquirido em todos esses anos, principalmente na área de CLPs, sensores e pneumática industrial.

Nenhum comentário

Deixe o seu comentário

Open chat
Estamos à disposição!
Olá! Estamos aqui, precisando é só chamar...
Powered by