Como evitar desperdícios de ar comprimido em sistemas pneumáticos

Como evitar desperdícios de ar comprimido em sistemas pneumáticos

Os desperdícios de ar comprimido por conta de vazamentos ou excesso de pressão são o calcanhar de Aquiles dos sistemas pneumáticos. Descubra como evitá-los.

Graças às inúmeras vantagens que oferece, os sistemas pneumáticos são empregados com precisão em quase todos os ramos industriais. Nesse sentido, uma das principais vantagens está justamente na abundância da matéria prima, ou seja: o ar. Além disso, a facilidade em controlá-lo e ajustá-lo de acordo com as necessidades também é um grande trunfo.

No entanto, para que tudo funcione corretamente, é essencial ficar atento a possíveis vazamentos no sistema. Afinal, ao perder ar comprimido, perde-se eficiência e gasta-se energia à toa. Por conta disso, algumas questões básicas devem ser levadas em conta na hora de montar um sistema pneumático industrial.

Primeiramente dimensione a tubulação e as conexões corretamente

Diminuir o número de conexões angulares é fundamental. Dessa forma, cria-se um fluxo ininterrupto, reduzindo as chances de surgirem vazamentos.

Use componentes de qualidade

O tratamento do ar comprimido é um ponto chave para o correto funcionamento dos sistemas pneumáticos industriais. Nesse sentido, filtros, reguladores e lubrificadores de qualidade são essenciais. Além disso, esses componentes também precisam ser dimensionados corretamente.

Tenha um programa de detecção de vazamentos

Cerca de 30% do ar comprimido utilizado em sistemas pneumáticos é perdido graças a vazamentos. Sendo assim, controlar esses vazamentos rapidamente significa reduzir consideravelmente os desperdícios e, consequentemente, os gastos com energia. Sendo assim, com toda a certeza, eliminar vazamentos é o um passo fundamental para melhorar a eficiência de um sistema de ar comprimido e economizar recursos de forma imediata. Por isso, é essencial desenvolver um programa de detecção de vazamentos. Para isso, conte com uma equipe de manutenção especializada na área pneumática industrial.

Outras ações

Além das ações mencionadas acima, é muito importante ficar atento a outros fatores tais como utilizar reguladores de fluxo reverso e circuitos de dupla pressão. Da mesma forma, é recomendado instalar válvulas de controle direcional com tecnologia de vedação especial.

Por fim, além dessas sugestões, a Parker oferece excelentes possibilidades para tornar a automação pneumática ainda mais vantajosa.

Reduza a demanda artificial

Três estratégias para evitar paradas em instalações de ar comprimido - Linha de produção em fábrica de motores - Parker Brasil - Automação

Quando o sistema opera numa pressão excessiva, o ar se dissipa (é a chamada demanda artificial). Quando isso acontece há um grande desperdício de matéria prima. Infelizmente, isso é bastante comum e, até certo ponto, relativamente normal. Pensando nisso, a Parker desenvolveu o sistema Air Saver. Com ele é possível reduzir o consumo de ar comprimido em até 50%. Isso acontece, graças a tecnologia de pulsos de ar, que produz frequências de pulsos em alta velocidade, resultando em menos ciclos de recarga do reservatório. O resultado: menos desperdício de ar, menores gastos com energia, além de menos desgastes, reduzindo assim a necessidade de manutenção.

Assista ao vídeo abaixo e entenda melhor como, com a ajuda da Parker, é possível reduzir o consumo de ar comprimido em até 50%:

Para saber mais sobre as soluções em pneumática industrial oferecidas pela Parker, fale agora mesmo com a EQUIPE DE ESPECIALISTAS DA DJP. CLIQUE AQUI para conversar pelo WhatsApp imediatamente ou, se preferir, veja outras formas de entrar em contato. 

Sobre o autor

DJP Automação
A DJP possui 20 anos de experiência na área de automação industrial. Através do blog compartilha com você um pouco do conhecimento adquirido em todos esses anos, principalmente na área de CLPs, sensores e pneumática industrial.

Nenhum comentário

Deixe o seu comentário