fbpx

Internet das coisas – Aprenda como usá-la em favor da sua indústria

Internet das coisas – Aprenda como usá-la em favor da sua indústria

A Internet das Coisas é o ponto de partida para a Indústria 4.0. Ou seja, saber como aplicá-la é fundamental para a indústria que deseja se manter competitiva.

A Internet das Coisas (IOT – Internet of Things) é uma das principais tecnologias relacionadas à Indústria 4.0. Neste artigo você a conhecerá melhor e aprenderá como aplicá-la na sua indústria.

MAS, O QUE É INTERNET DAS COISAS?

Basicamente, a Internet das Coisas — como o próprio nome já deixa claro — é a técnica de conectar objetos à internet e entre si. Desse modo, tais objetos são capazes de trocar informações, oferecendo uma série de benefícios.

Atualmente, só para exemplificar, temos o smartwatch. Este gadget é um belo exemplo que mostra como a internet das coisas está presente em nosso dia a dia. Afinal, basicamente, trata-se de um relógio. De fato, sem conexão com a internet ou com outros objetos seria um relógio comum. Porém, conectado ao smartphone, via IoT, vai muito além disso, se tornando muito mais prático e útil. Isso porque, não só otimiza as funções do celular, mas também estende a sua capacidade.

Um outro exemplo, são as famosas caixinhas de som JBL que vemos por aí. Elas se conectam a internet e permitem escolher a playlist que queremos ouvir, na hora que queremos.

Enfim, poderíamos citar inúmeras amostras do quanto essa tecnologia está presente na nossa vida. Porém, agora que você já entendeu do que se trata a IoT, vamos focar especificamente na indústria, continue com a gente…

A INTERNET DAS COISAS NA INDÚSTRIA

Agora que você já sabe o que é IoT, já consegue imaginar sua aplicação em equipamentos industriais?

Pois é, no contexto da Indústria 4.0, a internet das coisas é um importante ponto de partida. Afinal, trazendo esse conceito para o universo da indústria, encontramos uma série de possibilidades. Nesse sentido, inclusive, surge um novo termo: IIoT (Industrial Internet of Things) , ou seja, Internet Industrial das Coisas.

Na indústria, a internet das coisas têm se desenvolvido ainda mais rapidamente. Daí a necessidade de um nome para se referir especificamente a ela. Da mesma forma, na indústria, algumas tecnologias e ferramentas de rede e conectividade são diferenciadas, como é o caso dos gateways IIoT. Para entender melhor as diferenças, leia o tópico a seguir…

DIFERENÇAS ENTRE IOT E IIOT

De fato, além da nomenclatura, existem algumas diferenças entre a IoT presente nos objetos que usamos no dia a dia e a IIoT usada na indústria. Segundo o site Ploomes, ambas extraem dados de diversas fontes através de suas conexões. Porém, a diferença está no fato de a IIoT (Industrial Internet of Things) ir além, estruturando processos. Desse modo, na indústria, a IIoT visa não só a digitalização e geração de dados, mas também a a interconexão entre os diferentes processos produtivos.

BENEFÍCIOS

Ter uma rede de equipamentos e sistemas industriais conectados e trocando informações entre si é absolutamente vantajoso.

Por meio de sensores implantados nos equipamentos, a fábrica se torna mais inteligente, a medida que é capaz de fornecer dados extremamente úteis e até mesmo gerenciar suas próprias atividades. Esses dados coletados podem ser utilizados para realização de manutenção preditiva, por exemplo. Além disso, em conjunto com outras tecnologias da Indústria 4.0 — como o Big Data e o aprendizado de máquina — os dados podem fornecer informações que, ao serem interpretadas, se convertem em ações. Dessa maneira, a produção fica mais exata e eficiente, evitando desperdício de energia e matéria prima.

Sem dúvida, a utilização da IIoT traz diversos benefícios para as plantas industriais, tais como:

  • Redução de paradas;
  • Melhoria do uso dos ativos;
  • Redução dos custos de operação;
  • Redução dos custos de produção;
  • Melhorias na produção;
  • Melhorias na performance;
  • Aumento na rapidez nas tomadas de decisões;
  • Adoção da Lean Manufacturing (produção enxuta).

Para entender melhor como a IIoT pode beneficiar a sua indústria, clique aqui.

COMO A INTERNET INDUSTRIAL DAS COISAS FUNCIONA

Para começar a usufruir da Internet industrial das Coisas, a sua indústria precisa olhar basicamente para três frentes:

  • Sensores;
  • Análise;
  • Máquinas inteligentes.

De fato, os sensores são um ponto de partida para a utilização da IIoT. Afinal, são eles quem coletam os dados que tornam essa tecnologia tão vantajosa. Por sua vez, esses dados podem ser analisados transformando-se em insights com grandes utilidades nos processos industriais. Por fim, esses insights podem ser utilizados no planejamento e execução de tarefas de forma mais assertiva. Nesse cenário, as máquinas inteligentes podem ser programadas — através de machine learning — para realizar diversas ações de forma automatizada.

COMO COMEÇAR A USAR A IIoT NA SUA INDÚSTRIA

Como dissemos acima, instalar sensores inteligentes nos seus equipamentos é o primeiro passo em direção a Indústria 4.0. Nesse sentido, a Balluff, por exemplo, oferece diversas opções, seja em sensores óticos, indutivos ou capacitivos, confira aqui.

Sendo assim, é fato que não é preciso adquirir novos equipamentos nem fazer investimentos absurdos para entrar na era da Quarta Revolução Industrial. No que diz respeito a Internet das Coisas isso também faz todo o sentido. Através do retrofit é possível agregar tecnologias, seja através da substituição dos CLP´s (controles lógicos programáveis) ou da instalação de sensores e gateways IIoT.

Desse modo, com toda a certeza, é possível usar a longa vida útil dos equipamentos industriais a seu favor. Nesse sentido, em vez de substituir os equipamentos, é perfeitamente viável integrá-los nas arquiteturas IIoT, aproveitando todas as suas vantagens. No entanto, para isso, existem alguns desafios a serem superados, como:

  • Software proprietário, SO e protocolos;
  • Falta de recursos para atualizar softwares e firmwares;
  • Falta de segurança embutida.

Dessa forma, para facilitar a adoção da IIoT nesse tipo de cenário, é fundamental contar com o apoio especializado. Afinal, é preciso entender quais as ferramentas ideais para preencher essas lacunas. Nesse sentido, para saber com exatidão o que pode ser feito no seu equipamento, recomendamos que você fale diretamente com a nossa equipe especializada, clique aqui.

INTERNET DAS COISAS NO BRASIL

Em todo o mundo, as indústrias têm se transformado através da implantação de tecnologias como a Internet das Coisas (IoT). No Brasil, segundo estudo do BNDES, a adoção dessa tecnologia movimentará até US$ 45 bilhões na indústria até 2025 . Ainda assim, muitas indústrias no país não tem conhecimento sobre como as tecnologias ligadas a Indústria 4.0 podem fazer a diferença. Desse modo, difundir todo tipo de conteúdo sobre o tema é uma missão daqueles que almejam ver a indústria brasileira sempre competitiva. Por isso, aqui na DJP mantemos nosso Blog sempre atualizado com artigos e as últimos novidades do setor, clique aqui e leia mais.

ESTE POST FAZ PARTE DA CAMPANHA AGOSTO AZUL, idealizada pela DJP Automação e pela INDUSTRIAL 4.0 para conscientizar os empresários do ramo da indústria, sobre a importância estratégica em adotar as tecnologias da Indústria 4.0

Sobre o autor

DJP Automação
DJP Automação
A DJP possui 20 anos de experiência na área de automação industrial. Através do blog compartilha com você um pouco do conhecimento adquirido em todos esses anos, principalmente na área de CLPs, sensores e pneumática industrial.

Nenhum comentário

Deixe o seu comentário

Open chat
Estamos à disposição!
Olá! Estamos aqui, precisando é só chamar...
Powered by