Cilindro Pneumático

Cilindro Pneumático

O cilindro pneumático é um dos principais componentes de um equipamento pneumático industrial. Confira neste artigo, tudo o que você precisa saber a respeito.

O cilindro pneumático é um componente projetado para produzir força a partir de gás comprimido. Também é conhecido como cilindro de ar.

Podem ser de diversos tipos e tamanhos, além de realizar diferentes funções de acordo com os objetivos do equipamento.

PNEUMÁTICA

Antes de qualquer coisa, é preciso saber que a pneumática é uma área da física que estuda o uso de gases ou ar pressurizado.  Caso queira ler mais sobre o assunto, CLIQUE AQUI.

VANTAGENS

O uso de cilindros pneumáticos oferece uma série de vantagens. Por exemplo, eles não precisam de um espaço grande para o armazenamento de fluidos. Da mesma forma, pelo fato do seu fluido operacional ser um gás, não causam gotejamento quando há vazamentos, o que garante um ambiente mais limpo.

Além disso, o ar é fácil de obter e pressionar e pode ser liberado sem preocupações ambientais.

Por fim, os cilindros pneumáticos são de fácil instalação e manutenção e sua lógica de funcionamento também é facilmente compreendida.

APLICAÇÕES

Os cilindros pneumáticos possuem uma série de aplicações, que vão desde equipamentos industriais, passando por ferramentas mecânicas e chegando até aos parques de diversões. No caso das indústrias, eles podem ser encontrados, por exemplo, em fábricas de embalagens, de móveis, bem como na indústria química, médica-hospitalar, entre outras.

COMO FUNCIONA

Para o cilindro pneumático funcionar é preciso ar comprimido. Portanto, primeiramente, é necessária a presença de um compressor.

Basicamente, o cilindro pneumático em si é formado por um pistão e uma haste que se move dentro de uma câmara fechada.

Sendo assim, o ar comprimido é enviado para a câmara que fica abaixo do pistão. Em seguida, o ar pressurizado se expande e exerce força contra a base do pistão, empurrando-o para cima. Isso faz a haste se mover e, dessa forma, fornece uma maneira de mover outros elementos mecânicos de acordo com a aplicação.

Por sua vez, o funcionamento do cilindro é controlado por uma válvula que distribui o ar comprimido na parte inferior ou superior do cilindro. Sendo assim, quando a parte superior fica cheia de ar pressurizado, o pistão se move para baixo. Da mesma forma, o ar abaixo do pistão é exalado para fora através de uma tubulação de exaustão. O contrário acontece da mesma maneira.

TIPOS DE CILINDRO PNEUMÁTICO

Existem diversas formas, materiais e tamanhos de cilindros pneumáticos, qual escolher, dependerá da aplicação. Entre os materiais mais comuns utilizados na fabricação dos cilindros estão:

  • Aço inoxidável;
  • Aço;
  • Latão niquelado;
  • Alumínio.

A saber, algumas variáveis a serem consideradas na hora de escolher o tipo de cilindro ideal são: quantidade de carga, comprimento do percurso, temperatura e umidade.

Além disso, os cilindros também podem ser classificados de acordo com a construção de seu corpo e instalação:

  • Cilindros rebaixados: Cilindros com final rebaixado e fixado;
  • Cilindro de haste: São os mais comuns, utilizados para uma grande variedade de cargas;
  • Cilindros de extremidade rosqueada: Cilindros com o final conectado a um corpo em forma de tubo;
  • Cilindros de uma peça soldada: Cilindros com o final soldado ou cravado ao tubo.

Abaixo, veja outras classificações de cilindro pneumáticos bastante conhecidas:

CILINDRO PNEUMÁTICO TIPO ISO

Os cilindros pneumáticos do tipo ISO possuem no mínimo 40mm de diâmetro e são fabricados de acordo com a norma ISO 15552. Desse modo, são intercambiáveis entre diferentes tipos de equipamentos, independentemente do fabricante. Isso significa que as dimensões externas e a montagem é exatamente igual para todos os fabricantes.

Ainda assim, eles tem variações, podendo contar com diversos tipos de camisas.

CILINDROS MINI ISO

Assim como os cilindros ISO, também seguem a norma ISO, no caso a 6432. Portanto, também são intercambiáveis. Porém, eles possuem diâmetros menores, abaixo de 32mm de diâmetro.

CILINDRO PNEUMÁTICO DE AÇÃO SIMPLES
Cilindro pneumático de ação simples

Os cilindros de ação simples caracterizam-se por possuírem apenas uma porta de entrada para o ar comprimido. Sendo assim, quando a pressão do ar é removida, costumam contar com uma mola interna para retornar o pistão para a posição inicial. Em alguns casos, contam simplesmente com a gravidade.

Ideais para trabalhos feitos em uma única direção como, por exemplo, levantar ou pressionar objetos.

CILINDRO PNEUMÁTICO DE AÇÃO DUPLA
Cilindro de ação dupla

Possuem uma porta em cada extremidade. Ou seja, de acordo com a entrada de ar movem o pistão para frente ou para trás. É utilizado quando é necessário mover uma carga em ambas as direções como, por exemplo, no caso de um portão.

CILINDRO PNEUMÁTICO COM HASTE PASSANTE

Possui haste dos dois lados do cilindro. Desse modo, exerce força e movimento para ambos lados. Utilizados, por exemplo, em correias transportadoras.

CILINDROS PNEUMÁTICOS PARKER

A Parker Hannifin é um empresa centenária que, entre outros ramos da automação industrial, se dedica fortemente ao desenvolvimento de soluções pneumáticas. Clique aqui para ler mais sobre a história de sucesso dessa magnífica empresa que possui uma extensa linha de cilindros pneumáticos à sua disposição. Aliás, para saber qual opção é a ideal para a sua necessidade, entre em contato com a equipe de especialistas da DJP Automação agora mesmo.

Confira abaixo, algumas das opções de cilindros pneumáticos da Parker:

CILINDRO MINI ISO SÉRIE P1A
Cilindros-Mini-ISO-Série-P1A

Indicada para uso em aplicações gerais, principalmente indústrias de embalagens, alimentícias e têxteis.

Esta série de cilindros permite contato direto com água, são fornecidos pré-lubrificados, sendo que, não é necessária lubrificação adicional.

Todas as montagens estão de acordo com as normas ISO 6432 e CETOP RP 52P, garantindo facilidade de instalação e total intercambialidade.

  • Ø 10, 12, 16, 20 e 25 mm;
  • Dupla ação e haste passante;
  • Amortecimento fixo e ajustável;
  • Pressão de trabalho até 10 bar.
CILINDROS COMPACTOS SÉRIES P1P E P1Q
Cilindros-Compactos-Séries-P1P-e-P1Q

Eficiente e compacto, ou seja, é ideal para aplicações onde o espaço é o elemento fundamental.

A flexibilidade de opções das roscas de alimentação, juntamente com uma escolha do tipo de montagem, garante que esta série possa ser usada em várias aplicações.

Os canais integrados ao corpo do tubo garantem uma fácil e rápida instalação dos sensores, não prejudicando o design externo do cilindro. Para os cilindros de diâmetros de 32 a 100 mm, os orifícios de fixação e os seus acessórios estão de acordo com a Norma ISO 6431 e VDMA 24562.

  • Diâmetros de 12 a 100 mm;
  • Versão standard com haste em inox e êmbolo magnético;
  • Guias externas, haste passante;
  • Roscas macho e fêmea nas hastes.
CILINDRO ISO 15552/VDMA SÉRIE P1EB
Cilindros-ISO-15552-VDMA-Série-P1EB

Os cilindros ISO possuem tubo em alumínio perfilado e anodizado, com canais para montagem dos sensores. Dessa forma, tanto o sensor quanto o cabo elétrico e cabeçotes ficam protegidos do acúmulo de impurezas.

A Série P1EB possui pistão em poliacetal, montado com vedações em poliuretano, resultando em menor peso e maior vida útil ao cilindro.

  • Diâmetros de 32 a 320 mm;
  • 32 até 125 mm (tubo perfilado) e 160 até 320 mm (tirantado);
  • Conforme as normas ISO 6431/ VDMA 24562;
  • Dupla ação e haste passante.
CILINDROS HEAVY DUTY SÉRIES 3400 E 3520
Cilindros-Heavy-Duty-Séries-3400-e-3520

Cilindros desenvolvidos com materiais de alta resistência, ou seja são ideais para trabalhos pesados.

Disponíveis em várias versões e tipos de montagens, o que garante flexibilidade e segurança nas mais diversas aplicações com versões que atingem até 20 bar de pressão.

  • Diâmetros de 1 1/2” a 12”;
  • Dupla ação;
  • Haste passante.

Quer ter acesso às soluções pneumáticas da Parker? ENTRE EM CONTATO AGORA MESMO. Afinal, o que existe de mais moderno em Pneumática Industrial com toda a certeza você encontra na DJP (VEJA OS CATÁLOGOS).

CLIQUE AQUI e leia mais artigos especiais deste Mês da Pneumática na DJP.

Sobre o autor

DJP Automação
A DJP possui 20 anos de experiência na área de automação industrial. Através do blog compartilha com você um pouco do conhecimento adquirido em todos esses anos, principalmente na área de CLPs, sensores e pneumática industrial.